CARL SAGAN APRECIARIA ESTA

A mais espetacular história de discos voadores que conheço me foi narrada por um colega de profissão, que testemunhou uma cena inesquecível. Fazia ele uma viagem correicional pelo interior do estado, na companhia de outro colega e de um terceiro, também integrante do chamado Tripé da Justiça. Este cidadão era um estudioso expert em OVNIs, crédulo até a medula na existência de visitantes espaciais.
No meio da viagem de carro, já havia ele abusado além da conta da paciência dos demais com suas histórias alucinantes sobre os extraterrestres, quando o juiz mais velho decidiu perguntar:
– Mas, fulano, você pode me explicar como é que funcionam os motores de um disco voador, afinal?
– Simples – respondeu ele – a pistão!