DICIONÁRIO DAS EXPRESSÕES EQUÍVOCAS E CRETINAS VIII

Coroa – aparato de ouro para se colocar na cabeça do rei e diferenciá-lo da plebe, de onde se segue que ninguém é rei sem coroa; apelido  feminino  com forte carga de lubricidade e baixeza libidinosa, cujo sentido desvela-se na entonação e de onde se segue que nenhuma mulher precisa de coroa para ser rainha.

 Charmoso – indivíduo que já perdeu o sex-appeal, eufemismo para sujeito cuja aparência não promete muita coisa; sinônimo de boa companhia num jantar e é tudo.

 Contumaz – adjetivo que designa o indivíduo caprichoso, aferrado na teimosia, com sentido nitidamente pejorativo; ou designava, porque atualmente nos meios forenses, os advogados lhe estão dando um novo sentido, qual seja, o de habitualidade, de forma que o sujeito que se diz cliente contumaz de uma companhia telefônica, ou seja, cliente assíduo. Assim é difícil, e contumaz eu leio, menos eu entendo.

 Diplomata – geralmente associada a indivíduos de smoking e expressão séria e compenetrada. Na verdade, é o sujeito que domina a arte de dizer e praticar as piores  cretinices sem perder o status; eufemismo para cretino.